Crónicas Matinais

[ sexta-feira, maio 02, 2003 ]

 

Duas obras de arte; um dislate (esperado) ; e mais duas ou três coisas, incluindo uma anedota

Obras de Arte:

O filme Dolls, do japonês Takeshi Kitano. É a poesia da dor em cores fortes. Violento como só os sentimentos podem ser. Marionetas e um cordão vermelho. Não deixem de ver este filme ! ( Se fizerem favor...)

A voz de Soror Marie Keyrouz. Uma irmã libanesa com uma voz celestial. Ia dizer voz de anjo...mas não sei se acredito em anjos. O Ensemble de la paix e soror Keyrouz vão transformar a Culturgest no paraíso . Nem sabem o bem que faz à alma ouvir esta mulher. Se puderem não percam; é uma experiência única; e, além disso, ela vai poucas vezes a Portugal.

Dislate (esperado)

Um membro do PCP , uma senhora, que agora me escapa o nome, justificou as execuções em Cuba. Diz que " apesar da posição do PCP sobre a pena de morte...blá, blá, blá..."
Depois do tiro no pé daquele rapaz, de quem agora também me escapa o nome, sobre a Coreia do Norte...esta cai que nem ginjas!

Duas ou três coisas:

Aqui em Paris, o FN, do senhor Le Pen, lá voltou a sair à rua , no primeiro de Maio, não para comemorar essa efeméride, mas para comemorar lá aquela data muito nacionalista da Joana heroina nacional. Foi, mais uma vez, acompanhado por elementos ,muitos, daquelas seitas muito especiais - os sem cabelo e sem cérebro- que adoram aquelas cruzinhas do costume. Nada de novo. O mundo gira, e torna a girar, mas as voltas e viras nunca vão acabar.

Eu gostava de dizer que, para mim, não há grandes diferenças entre o partido visado no dislate e este partidozito francês...

A minha amiga Francisca teve trigémeos a semana passada. Quando lhe telefonei para saber da saúde de todos e para dar os parabéns aos felizes papás, atendeu-me a avó dela, uma senhora já idosa e com problemas relativos à idade avançada; e a senhora disse-me : "A Francisca não pode atender agora, porque está a amamentar a ninhada! " E eu , sorrindo, porque já conheço a senhora, perguntei se estavam todos bem, ao que a senhora me responde : " Estão, estão, andam todos de volta das crias; como é normal! Fodem como cães ...só podia dar nisto!" ( sic )

Anedota:

A Capuchinho Vermelho vai muito descansadinha na floresta, a cheirar as florzinhas que circundam os caminhos que vão dar à casinha de sua avó querida, quando lhe aparece o Lobo Mau.
Diz-lhe o Lobo: Minha menina...vou-te comer uma coisa que nunca ninguém te comeu antes!
E responde-lhe a Capuchinho: Olha...filho...só se for o cesto!...


Ana [5/02/2003 04:16:00 da tarde]