Crónicas Matinais

[ quinta-feira, maio 22, 2003 ]

 

História.
Estive a ler, rapidamente, os meus blogs de referência, como é moda dizer-se, e percebi que o excelsoAbruptoanda triste com a blogosfera porque cá há pouca história! É verdade.
Eu, que adoro outros tempos, estive a pensar...a pensar...e vou começar já aqui,e agora, a mencionar episódios históricos fundamentais para o mundo em geral, e para Portugal em particular.
Claro que para entrar na história de forma simpática de modo a não maçar ninguém, não é fácil; pelo menos para mim. Falta-me o engenho e a arte.
Mas como a sorte protege os audazes...cá vai:

Corria o Ano de 1834. Na primitiva vila de Estremoz, assinava-se a convenção que pôs termo à guerra civil entre liberais e miguelistas. Ora ( abrindo os braços à la prof.Saraiva e fazendo barulhinhos a engolir ) dá-se o caso dos trabalhos dessa convenção se alongarem de tal modo que os participantes , irados pela fome, começaram a protestar! Naquela época não havia , meus amigos, lojas de conveniência, nem supermercados,à mão! De maneira que, havendo apenas pão duro para comer, uns mais inteligentes, porque como diz a sabedoria popular, a necessidade aguça o engenho. , pegaram então nesse pão duro , juntaram-lhe o que havia: água, sal, coentros , alho e azeite e aí nasceu a famosa açorda alentejana!


Amanha ( ou depois) vou, em termos históricos, falar de Nelson Rodrigues, porque por causa dele os adoráveis Gatinhos andam pegados com os Infames

Ana [5/22/2003 06:02:00 da tarde]