Crónicas Matinais

[ terça-feira, maio 13, 2003 ]

 

Oh! O e-mail é, sem dúvida, uma fonte de grandes alegrias !

Não é que eu hoje abro a minha conta de e-mail e tenho lá um e-mail que me fez sorrir de orelha a orelha ?
Quer dizer, tinha mais do que um, mas a minha amiga Tânia vai descupar-me por começar os agradecimentos por outro e-mail, muito, muito simpático. Um e-mail do mestre Major Scobie.
Eu sou fã do mestre a quem chamo, nos links, Conservador , e há muito tempo. E o e-mail deixou-me muito contente. Mil Obrigadas!

E agora a Cicinha, que me manda um estranho mito urbano , atentem:

Cara Ana,

Contaram-me, há dias, uma história classificada como mito urbano e, desde então que não sou mais a mesma. Preocupação e intriga são constantes no meu dia, e também à noite (que é de facto oque me chateia mais) não paro de pensar no assunto. Passo então, na esperança de que me ajude a resolver o enigma, a relatar o mito:

Maria vivia sozinha com o seu animal de estimação, um Doberman chamado Rex. Certa noite, depois de um fatigante dia de trabalho, deitou-se para dormir. Foi então que começou a ouvir o que pareciam gotas de água a pingar: Poc...Poc...Poc...Poc...Poc...

Dirigiu-se de imediato à casa de banho, revoltada, e fechou bem todas as torneiras. Já no quarto, fez uma festinha ao Rex e deitou-se. Estranhamente, o barulho continuava: Poc...Poc...Poc...Poc...Poc... E mais uma vez, indignada, foi à casa de banho e apertou ainda mais as torneiras para que não pingasse mais água. Quarto, festinha no Rex, cama. E os Pocs continuavam. Rendeu-se, colocou a almofada em cima da cabeça, apertando-a com os braços, e acabou por dormir.

Na manhã seguinte, Maria dirigiu-se à casa de banho e desmaiou de imediato. A visão era horrenda demais: pendurado no chuveiro, de barriga aberta e com as tripas a escorrerem para o chão (Poc...Poc...Poc...Poc...Poc...), estava o seu fiel amigo Rex...

A questão é: a quem fez ela as festas?

Aguardo ansiosa que me acalme os ânimos, com uma explicação earth to earth deste mito,

Tânia



Minha amiga, eu, enfim...posso responder mais logo? Hum...é que estou a tremer...brrrr

Ana [5/13/2003 12:32:00 da tarde]