Crónicas Matinais

[ quarta-feira, julho 16, 2003 ]

 

Para além da minha nave Mãe e do inigualável Aviz, o blog que mais me regozija é o indispensável Desejo Casar.
Gosto de tudo. Tudinho.
Gostava de escrever como eles ( e ela).

Outra coisa:
A violação de privacidade é detestável e condenável!
Digo isto a propósito dos contadores ou lá como se chama essa merda desses apetrechos informáticos pidescos, e outros links.
Eu também cá coloquei um desses contadores, mas como sou totalmente analfabeta , no que à informática diz respeito, olho para os IPS (como se eu soubesse o que isso é) e é-me igual ao litro. Fico a saber o mesmo.
Mas, para quem percebe de informática , é fácil entrar na privacidade das pessoas.
Esta manhã, depois de ter ligado para todos os números de telefone que existem em São Tomé e Príncipe, para me informar sobre o Golpe de Estado Militar em Curso , resolvi descansar um bocadinho a ler os meus blogs preferidos.
Por curiosidade, fui espreitar alguns blogs que normalmente não leio, e deparei-me com uma novidade. Num desses blogs , mesmo no template , estão as referências às entradas mais recentes no blog; perdoem-me, se fizerem favor, a falta de termos técnicos, mas o que vi foi o link pelo qual se chegou àquele blog, sem ser nos tais contadores. Ainda com mais curiosidade cliquei numa entrada que me pareceu ser minha . Abriu precisamente na minha página de abertura do computador, onde tenho, por exemplo, links directos para os meus e-mails e outras coisas pessoais que só a mim dizem respeito.
Fiquei furiosa! Furiosa mesmo!!!!
Toca de telefonar a um amigo informático para saber se a página abria assim, com tudo escarrapachado, só no meu computador ( repito que disto não percebo a ponta de um corno ) ou se era geral. Era geral! E mais, disse-me esse meu amigo que, como tenho, nos e-mails, por exemplo, a password gravada ( sou esquecida como o raio!) é fácil aceder às minhas contas de e-mail!
Fiquei sem pinta de sangue!
Não é que tenha segredos, nem nada que se pareça, mas ninguém que não eu, ou quem eu quiser, tem o direito de ver as minhas intimidades sem o meu consentimento.

De maneira que quero queixar-me ! Não sei a quem...mas queixo-me à mesma.
E às alminhas ruins e curiosas que tiveram a lata ( caso tenha acontecido) de me entrarem na caixa do correio e que leram porventura os conselhos da minha mãe; as minhas encomendas de textos profissionais; o meu pedido de casamento ( já é o terceiro esta semana ( ai..) ; as minhas zangas com o meu mano, etc...quero dizer que roguei uma praga forte, mas tão forte...que não se admirem se vos começarem a nascer rabos e orelhas pontiagudas e se os vossos orgãos sexuais começarem a apresentar sinais de graves enfermidades. Sim, sim, estou a falar de doenças venéreas !
Grrrrrr

Eu que queria hoje falar de livros...fiquei tão irritada ...que só me lembro deste:

Be Afraid...Be Very Afraid !...

Ana [7/16/2003 12:32:00 da tarde]