Crónicas Matinais

[ segunda-feira, agosto 18, 2003 ]

 

Dentro do género actualidade , quer-me parecer que estas informações agora divulgadas sobre a ordem do Papa João XXIII , de esconder todo e qualquer caso de abuso sexual por parte de elementos da igreja católica, não surpreende ninguém. Mesmo as ameaças.
Não pretendo criticar o catolicismo, nem pensar! Apenas a estrutura da igreja, o Vaticano. Os homens que afastam as pessoas do universo das religiões. Os que matam a fé.
Dante é que tinha razão.


Também me caiu no goto a recordação hoje, na Antena1, das já famosas Festas Silenciosas em Nova Iorque.
São umas festas muito originais e bonitas.
A coisa é simples: a malta vai a bares e, em vez de se pôr com graçolas parvas e frases de engate de pacotilha, escreve bilhetinhos.Se as mensagens escritas não resultarem...usa-se e abusa-se da linguagem corporal.
A ideia , que tem cerca de um ano, é de um grupo de amigos ( uns 150), todos solteiros, que , fartos do barulho das discotecas , dos bares, do uso de palavras cheias de decibéis, resolveu introduzir o silêncio no convivio entre as gente da cidade que nunca dorme.
E, dizem, resultou.
Quem agradece é a vizinhança dos sítios onde essas festas têm lugar. Assim-e contra o lema da cidade- podem , finalmente, dormir.
E diz que quem assim comunica também está muito contente!
Eu cá gosto da ideia...e vocês? 'Bora lá a uma festa silenciosa?

Agradecimentos e beijinhos para:

O Adufe; Memorial do Convento; Noite Escura; Oficina de Ideias; e para o meu caro Padre Amaro, que eu tanto prezo.

(continua...)

Ana [8/18/2003 12:46:00 da tarde]