Crónicas Matinais

[ segunda-feira, setembro 08, 2003 ]

 

Pois. Maria-vai-com-as-outras...
Também li o "Manual do blogueador" no Avatares de Desejo e, tal como oPedro Mexia, também me apetece responder.
Ora bem :

- Ler a coluna de opinião do Público e do DN.

Não.

2- Usar o Google com perícia para se armar nas discussões em curso.

Já me aconteceu. A memória já não é a mesma...

3- Conhecer a biografia de pelo menos um destes famosos: José Pacheco Pereira, Francisco José Viegas, Pedro Mexia.

Não. Conheço a Bibliografia-dos que escrevem- ; e as vidas privadas dos escritores que gosto não me interessam assim tanto. Porque se perde alguma magia que só a distância garante.No entanto, faço questão de descobrir a informação fundamental e básica: qual é o clube de futebol que apreciam!

4- Utilizar o Pedro Rolo Duarte como o anto-cristo local.

Pfff, ainda o P.R.D.?

5- Ter um clube de afeição para poder postar às segundas-feiras (Conselho pessoal:o Porto permite saír sempre por cima).

Por cima é comigo mesmo. Sou do FCP, claro!

6- Ter um poema de reserva para citar quando o site-meter der mostras de fragilidade.

Que pergunta tontinha! A poesia é como o ar que se respira. Fundamental. E o site-meter é um indicador para os distraidos, como eu; de resto não significa nada.

7- Tratar por «tu» a vida e obra de Tolstoi.

A obra sim, a vida não.

8- Fingir ardor nas discussões mesmo que o tema seja indiferente.

pfff...e isso serviria para quê? para me queimar?

9- Saber onde é que o Iraque fica no mapa.

Claro! No mapa e no terreno, já agora...

10- Falar d@s respectiv@s apenas quando já se tem uma reputação consolidada ou mais de 30 anos.

Se apetecer porque não? E isso da "reputação consolidada " é como o ar: nada!

11- Fazer periodicamente a ode de um cineasta de que ninguém ouviu falar.

E a malta tem lá culpa do desconhecimento dos outros?!

12- Fazer alusão à FNAC uma vez em cada 15 dias.

Não.

13- Tentar juntar copos e livros no mesmo post para dar prova de excentricidade.

Sou abstémia...

14- Dizer uma asneira de vez em quando (mostra inconformismo).

Dizer "asneiras" é falar português. Irra...

15- Utilizar o dicionário online para apoiar a escrita.

Às vezes. O dicionário, online ou em papel, devia andar sempre connosco. É muito mais importante -para quem escreve- que outros livros; mesmo o de cheques.

16 - Inventar mails recebidos para dar um ar de interactividade ao blogue.

Não.

17- Dar algumas gralhas para mostrar um certo negligé.

Não. Fico fodida com as gralhas. ( confesso que copiei esta resposta do Dicionário do Diabo ...)


Bom, não sei o que as minhas respostas significam em termos do "teste". Mas isto também não era bem um teste...pois não?

Ana [9/08/2003 12:22:00 da tarde]