Crónicas Matinais

[ terça-feira, outubro 07, 2003 ]

 

Ainda mais...polémica!

Sobre Martins da Cruz.
Acho que , neste momento, ele é mais útil aos interesses de Portugal se se mantiver como ministro.
Por muitos erros que o homem possa ter já cometido ( e aquela ajuda " humanitária" ao terrorista islâmico é , certamente, um deles), parece-me que, nesta fase importantíssima , em que se discute a CIG, ele é fundamental.
Eu sei. Ninguém é insubstituível. E não sei se o MNE estará "inocente" neste caso do favorecimento à sua filha . Mas, sinceramente, não sei, nem quero saber.
Casos de cunhas e compadrios são, como todos sabemos, mato, em Portugal. Aliás, a cunha é, provavelmente, a maior instituição nacional.
É condenável, obviamente. Mas, neste caso particular; nesta altura em particular, parece-me óbvio que sejam os interesses de Portugal a falar mais alto.
A questão é saber se o MNE é competente. E, parece-me óbvio também, ele é. Pôr nas negociações, nesta fase, um ministro paraquedista parece-me, não só perigoso, mas pateta.
Dizem-me: mas a influência do ministro está minada por este " escândalo". Eu, aqui, só me posso rir.
Os outros países estão-se perfeitamente a borrifar para as escolas onde andam os filhos dos ministros.
Nesta fase, sinceramente, os interesses são mais altos e a discussão é, não só dura, mas fundamental.
E o MNE está a sair-se bem. Aliás, tem-se saído menos mal até agora. E isso, francamente, é que me parece importante, neste momento.
Depois, depois demitam o ministro; mandem-no para a Sibéria , Je m'en fous!. Agora é que não.
Posso estar completamente errada, que posso ; mas, caramba!, quanto tempo mais as tricas umbiguistas portuguesas vão continuar a prejudicar os interesses do país, nas alturas mais importantes?
Tudo isto, sinceramente, me cheira a provincianismo. As "limpezas de balneário" devem ser feitas depois dos jogos feitos. Não durante. Ou então antes. Mas, agora, já não vamos a tempo...não vos parece?



Ana [10/07/2003 12:15:00 da tarde]