Crónicas Matinais

[ terça-feira, janeiro 20, 2004 ]

 

Quer dizer, eu também sou gaja para escrever no " Expresso". E depois?
Agora que já arrumei a actualidade, vou debruçar-me sobre um assunto realmente importante e que carece de toda a vossa atenção: o Tulicreme!

Não sei se vocês são todos viajados, mas se são, e se passam pelos países que os portugueses escolhem como segunda pátria, sabeis, com certeza, que há uma série de produtos nacionais que acompanham os portugueses para todo o lado: A cerveja Super-Bock; o Sumol; os sumos Compal; o Mateus-Rosé; o garrrafão com vinho da Adega Cooperativa de Santa Marta de Penaguião; os biscoitos finos da Triunfo; as bolachas de baunilha, também da Triunfo;as bolachas Maria e Torrada ( várias marcas) ; Línguas de Gato ( julgo que da Triunfo também) chocolates Jubileu; as massas Milaneza ( especialmente as variedades: letras, pevide, estrelinhas, meada e aletria ) ; as conservas de leguminosas Compal; as azeitonas Maçarico; os pudins instantâneos Boca-Doce; o pudim flã Micado; a farinha Branca-de-Neve; as sardinhas em lata ( várias marcas); o atum Bom Petisco e General; o queijo flamengo ( bola,de casca vermelha, de várias marcas ); o azeite Galo; o óleo Fula; o bacalhau; enchidos vários...a couve penca, nabiças e espigos e, claro, as linhas de crochet Aliança.
Não há sítio onde vivam portugueses que não tenha à venda estes maravilhosos produtos.
Eu acho bem e sou cliente. Mas em lado nenhum , fora de Portugal, se pode encontrar essa instituição nacional que dá pelo rótulo de Tulicreme.
Sou do tempo em que o Tulicreme era só de chocolate, ou cacau, melhor dizendo.
Desde há uns anos que também há a versão caramelo, mas o sucesso é mesmo o sabor chocolate.
Aquilo é uma maravilha. Cremoso, docinho, fácil de barrar! E o urso? Tão giro o ursinho!
E a cantiguinha? « É Tão bom, tuli, tuli, tulicreme!»
Fora de Portugal é impossível comer um pãozinho com Tulicreme. Em França, por exemplo, comer um pão com creme de chocolate-só chocolate- é mentira!
É tudo corrido a Nutela, uma merda de um creme que só sabe a avelãs. E se há fruto seco que eu não suporto é a puta da avelã.
Desculpem lá a frontalidade.
Os comedores , muitos deles à força, de Nutela não sabem que existe o Tulicreme.
Tá mal. É criminoso. Massas, grão, cerveja, vinho, queijo, atum , sardinhas e bolachas também os outros têm! Por isso só os portugueses compram os produtos já citados.
Agora Tulicreme, em sendo bem promovido, é um negócio da China, carago!
Vamos todos pensar nisso, se fizerem favor!




Ana [1/20/2004 03:12:00 da tarde]