Crónicas Matinais

[ segunda-feira, janeiro 26, 2004 ]

 

Tão jovem, tao bom jogador; tão injusto.
Lembro-me de Miklós Fehér a chegar a Portugal, imberbe e sempre a sorrir . Rumava às Antas onde esteve época e meia. 98/99. Não correu muito bem a sua passagem pelo F.C.Porto. Jogou 10 jogos ( recorde-se que, na altura, Jardel dominava ), marcou apenas 1 golo. 18 meses pouco felizes. O F.C.Porto, digo-o não porque fica bem, mas porque é verdade, não o tratou particularmente bem. Recorde-se também, que Fehér foi pentacampeão pelo F.C.P., de maneira que também tenho lá em casa uma camisola , azul e branca, com o nome dele. E um retrato. Dele a sorrir , claro.
Na época 99/2000 vai para o Salgueiros.Em Dezembro. Joga , salvo erro, 14 jogos, e marca 5 golos. Começa a mostrar porque é que na Hungria o consideram craque. Depois, na época 00/01 vai para o Sporting de Braga. Mostra-se no seu melhor: Marca muitos golos e mostra raça. O F.C. P. quer Fehér de volta... Fehér assim não o decide, afinal de contas, o clube das Antas não o tratou particularmente bem.
Deixa o Braga em 2002 e vai para o Sport Lisboa e Benfica. Ganham ambos. O Benfica ganha um excelente jogador; Fehér ganha confiança e pode mostrar o que vale num "dos grandes".
Corria tudo bem... até ontem.
Nestas alturas é uma palermice vir com clubismos. E se recordo o historial dele, a passagem pelo Porto , pelo Salgueiros e pelo S.Braga , antes de chegar ao Benfica, é para lembrar que ele já era nosso há muito tempo. Nosso no sentido de atleta em Portugal, a ajudar a fazer a história desportiva portuguesa. " Fez-se" em Portugal. É um de nós.

Repararam que , antes da queda,antes da morte, ele sorriu?



1979/2004. É tão triste e injusto.

Se quiserem deixar mensagens de condolências, podem fazê-lo no site oficial de Miklós Fehér

Ana [1/26/2004 10:50:00 da manhã]