Crónicas Matinais

[ quinta-feira, março 25, 2004 ]

 

Ou seja: hoje não me apetece fazer links; estou cansada e com preguiça.

Estive três dias sem abrir o bico. Não só para me acalmar mas porque tive mais que fazer. Li,entretanto,e com toda a atenção, as opiniões que incendiaram a bologosfera, opiniões daquele senhor do blog de esquerda. Ele pode dizer o que quiser; a blogosfera é um espaço de liberdade. Não discuto mais opiniões , por muito vergonhosas que elas me pareçam, aqui no blog. Cada um sabe de si. Ou, como se costuma dizer: para esse peditório já dei. E ando mal de finanças.
Mas gostava de comentar, já que também sou livre de dizer o que quiser, as supostas "mea culpa". Não do caso em si, mas numa visão mais global.
Ora bem: "prefiro" um cabeça de abóbora que se afirma racista - - e assume-o - - mesmo que isso me faça estragar a biqueira do sapato que, entretanto, lhe dei a conhecer com alguma violência, do que um cabeça de abóbora que diz coisas racistas e, depois, se tenta redimir da forma que passo a explicar:

-« Eu não sou racista! Eu até tenho em casa uma empregada caboverdiana!»
ou
-« Eu não sou racista! Eu até tenho uma porteira portuguesa!» [ está é do senhor Le Pen ]
ou
- « Eu não sou antisemita/anti-semita nem racista! ( cada um escreva como lhe der mais jeito )! Eu uma vez até dei uma carta de recomendação a um judeu! Agora...aqueles chineses, aqueles hispânicos e aqueles paquistaneses e indianos...pfff!»

Espero que não seja preciso fazer um desenho para vos explicar o que significam estes tipos de argumentos...

Voltarei ao assunto, já a seguir, mas noutra perspectiva. Agora vou vomitar um bocadinho. Até já!

Ana [3/25/2004 10:48:00 da manhã]