Crónicas Matinais

[ quinta-feira, junho 17, 2004 ]

 

Hoje é dia de Aristides de Sousa Mendes; Dia de Consciência

Em várias cidades , um pouco por todo o mundo, Aristides de Sousa Mendes (foi) é hoje evocado.
É preciso lembrar sempre , não só quem foi, mas o que as suas acções significaram para o mundo.
Sozinho, Aristides de Sousa Mendes salvou o mundo. Todo. Diz no Talmude.

Nas efemérides da Agência Lusa, para este 17 de Junho diz assim:

«Foi há 64 anos, em Bordéus. O cônsul português Aristides de Sousa Mendes contraria as ordens de Salazar e começa a emitir vistos de entrada em Portugal a todos os refugiados que os solicitem. Trabalha dia e noite, de 17 a 22 de Junho de 1940, altura em que a França capitula perante as tropas nazis.
Estima-se que Aristides de Sousa Mendes tenha permitido a sobrevivência de 30 mil cidadãos europeus, muitos deles judeus, ameaçados de morte pelas forças alemãs de Adolf Hitler. É a maior operação de salvamento, empreendida por uma só pessoa, durante o Holocausto.
»

Certo.


Em Telavive, Israel, Aristides de Sousa Mendes está também perpetuado na pedra. Nos corações o lugar é cativo desde sempre.
A rua Aristides de Sousa Mendes situa-se no norte da cidade, entre o bairro de Ramat Aviv - um dos mais emblemáticos de Telavive, onde se situam a universidade, o Museu da Diáspora e o aeroporto de Sdé Dov.



Ana [6/17/2004 02:49:00 da tarde]