Crónicas Matinais

[ quarta-feira, agosto 25, 2004 ]

 

non decet

Mas digo à mesma.

Já enjoa tanta algaraviada. Estas discussões acabam sempre assim: cada um na sua.
Seja.
Deixo é o aviso: vociferem , façam campanhas, manifs , com ou sem sms, chamem os amigos para ajudar à festa; multipliquem as vossas opiniões por mil, o que quiserem. Mas , pleaseee, parem de me mandar e-mails com descrições de castigos corporais, a aplicar à minha frágil pessoa. E parem de me linkar.
Que seca. Ainda há quem se queixe dos e-mails, tão informativos e sérios, dos Amigos de Olivença. Please...
Façam de conta que eu não estou cá; olhem...fui de férias.Estou numa belíssima colónia de férias a esquartejar minorias étnicas e bébés foca. Está bem assim?
Irra!
Eu confesso, desisto. Vocês são os melhores, pá! Mais iluminados que Tóquio; by night. Mais fortes e robustos. E são muitos.
Eu sou unzinha só. [Mas devem achar que sou poderosa com'ó caraças... ]
Olhem lá, e se juntassem o vosso valoroso esforço verbal , e escrito, e fizessem algo de verdadeiramente útil ? Pois se vexas já mostraram a toda a gente que eu não sei o que digo, que sou parva e estúpida e cega e insultadora profissional, porque é que perdem o vosso precioso tempo. Pensem...coisas úteis; pensem...
Sei lá...ofereçam-se como escudos humanos; ou criem um centro de preservação de cerâmica das Caldas.
Esperem! Estou a ter uma ideia...está quase...ai! Esperem, isto de ter ideias não é fácil , é uma coisa que implica o seu tempo e, como devem imaginar, eu não posso , nem consigo!, escrever e pensar ao mesmo tempo com qualidade! Está quase...quase...
[...]
Cá está: [ hihi, é mesmo uma ideia genial; vocês até se vão passar ]

Porque é que vocês não vão brincar lá para fora e me desamparam a loja?

Apre...



Ana [8/25/2004 01:47:00 da tarde]