Crónicas Matinais

[ sexta-feira, setembro 10, 2004 ]

 

Do Humor Judaico

O simpático José Mário Silva[ post «FRANÇA-0; ISRAEL-0» ] fez uma piada com o resultado de um jogo entre coxos (franceses pós-Zidane ) contra a promissora selecção de Israel. Como empataram a 0, diz o Zé-Mário que eu não me posso queixar do anti-semistismo francês. Pronto, pá; tem alguma piada.
Um bocadito óbvia e tal; mas não ofende. Tem é teias de aranha por via do atraso. :)
Mal o jogo terminou centenas de milhar de cidadãos fizeram a mesma piada. Mas tem o seu mérito, que tem. :)
Levas um beijinho e os parabéns-- vergonhosamente atrasados!--pela progénie e pelo casamento ; essa convenção social tão conservadora e burguesa ). Esta do casamento é uma piada, claro. hihi


Não. Aproveitei esta dica do José Mário Silva para ir buscar um post do meu querido
Grão Vasco que diz assim:
«A armadilha
Trabalho com uma judia que fugiu URSS para Israel e depois decidiu vir para Nova Iorque. Em Israel foi sargento mas a experiência não diminuiu o seu apurado sentido de humor. Volta e meia conta-me piadas sobre judeus, rematando sempre "só eu é que posso contá-las. Tu deves rir, por uma questão de educação".»

Lamento, Vasco, mas revejo-me. :)
Sou tal e qual essa tua colega judia.
Penso que é do conhecimento geral --e se não é deveria ser!-- que o humor tem um valor fundamental para os judeus. Está bem presente no Livro; nos códigos.
Mesmo nos momentos de maior diversidade o humor está presente. Quando me pedem para descrever um judeu eu digo: 90% água; 2,5% memória ;2,5% inteligência e bom senso ; e 5% de humor.
Se não concordarem o problema é vosso. ;)
Eu, que adoro rir e ( se possível) fazer rir, sou -na minha rua- especialista em humor judaico; em anedotas com e sobre judeus.
Mas não acho a mínima graça quando essas mesmas anedotas me são contadas por não-judeus. Assim como também não acho graça a que não achem graça às anedotas que conto.
Acho que tudo isto, e como diria o treinador Artur Jorge, é perfeitamente normal.
Exactamente como quando achamos graça se ouvirmos uma piada brasileira sobre portugueses, entre portugueses. Mas está fora de questão admitirmos que um brasileiro as conte à nossa frente! :) Ouviu, Glauco? hihi




Ana [9/10/2004 01:11:00 da tarde]