Crónicas Matinais

[ quinta-feira, novembro 25, 2004 ]

 



Poema tirado de uma notícia de jornal

João Gostoso era carregador de feira-livre e morava no morro

da Babilônia num barracão sem número.

Uma noite ele chegou no bar Vinte de Novembro

Bebeu

Cantou

Dançou

Depois se atirou na Lagoa Rodrigo de Freitas e morreu afogado.


Manuel Bandeira
Libertinagem (1930)
In Poesia Completa e Prosa
Rio de Janeiro, Nova Aguilar, 1990



Ana [11/25/2004 01:41:00 da tarde]